Acordei com este pensamento: 
“o que te faz mais duro e mais resistente, dói menos do que você imagina”. 

 

05:36am
Chove bastante em Recife 

Deixei a cama e a minha esposa para abrir o computador e escrever a Carta de hoje. Não tenha dúvidas que eu preferiria ficar abraçado com ela. 

Escrever a Carta diariamente está sendo menos desafiador do que eu imaginava, mas, por vezes, existem dias mais difíceis. Na média, estou positivamente impressionado com a capacidade de abordar em 600 palavras, todos os dias, textos sobre diversos assuntos que agregam valor ao cotidiano de milhares de leitores. 

Inclusive, espontaneamente, tenho recebido várias mensagens de “continue, não pare, também estou na torcida pelo seu sucesso” e similares. 

Não tenha dúvidas que este é um grande combustível.   

Sobre o pensamento que tive, chego a conclusão de que o que nos faz ter forças para enfrentar os nossos desafios, é a adversidade (já falei sobre isso aqui na Carta). Adversidades doem e, por isso, normalmente as evitamos. 

No entanto, perceba que sem adversidade não há tanta motivação para vencer – uma possível consequência é o conforto. 

Você sabe melhor do que eu que o crescimento acontece fora desta zona. Então, se estamos aqui pelo longo prazo e pelo crescimento, é bom saber que a dor daquilo que incomoda hoje é como uma injeção: desconfortável no momento, mas nos deixa mais fortes dali pra frente. 

Ainda sobre o pensamento, algo inesperado aconteceu na semana passada. 

Fomos convidados, a Camila Maranhão (sócia responsável pela nossa divisão de Consultoria Empresarial) e eu, para o Deloitte Influencers – inauguração do novo espaço de treinamento da Deloitte em Recife. Acredito que este deverá atender a demanda para treinamentos no Nordeste. 

Se você tem uma empresa e não consegue enxergar seus resultados financeiros, ou se pretende abrir uma empresa ou franquia e precisa de um estudo de Viabilidade Econômica, entre em contato com nossa área de Assessoria Empresarial.

O convite veio por e-mail, por parte de um dos sócios da Deloitte. 

Eu tinha uma entrevista agendada com o SBT, mas consegui remarcar para estar presente. Achei importante. 

O interessante pra mim, na verdade,  não foi o convite em si, mas sim o comentário da Camila: “Arthur, você tem noção de que recebemos o convite para a inauguração da Universidade Corporativa da empresa que sonhávamos em trabalhar, anos atrás”? 

Sobre a reflexão da Camila, não tenho dúvidas que isto não é consequência (apenas) de um bom relacionamento. Há muita conexão com acordar, por várias vezes, às 05:36am. 

Não, não estou propondo um 5am Club, até porque existe evidência científica de que acordar às 05 não te deixa mais produtivo. Mais barulho que qualquer outra coisa. 

Estou me referindo a obstinação. 

Obstinado é quem dorme e acorda pensando na mesma coisa. 
Uma hora você chega lá. 

Simples assim. 
 
Estou torcendo por você.
Conte comigo,

Abraços,
Arthur Lemos 

 

________________

Você quer receber a Carta do Fundador diretamente em seu e-mail?

Clique AQUI e inscreva-se!