Amando. 

Quando você ama, a consequência natural é cuidar bem, é tratar bem a criança. 

Em uma empresa não é diferente. Você precisa verdadeiramente se esforçar para descobrir se você consegue criar uma conexão com aquela marca. 

Quando você desenvolve um sentimento de paixão por uma marca, você vibra com o crescimento dela. Isso vai além dos parâmetros financeiros. 

Estabelecer esta conexão verdadeira me parece ser algo extremamente importante para a sua realização pessoal, além de fundamental para o seu próprio crescimento. Por que?

Porque alguém que pode contribuir para a sua promoção vai perceber isso. 

Para um(a) empreendedor(a), o sentimento é similar ao sentimento de um pai.

Paris, Junho de 2017

Era uma super viagem de férias entre amigos e namorados. Passei quase 15 dias fazendo muita farra com a Karol, que nos últimos três dias de viagem começou a desconfiar. Algo estava diferente. 

A última parada era a França. Estávamos hospedados em um pequeno hotel no centro de Paris. Nos últimos dias o humor da minha esposa (na época, namorada) estava sensível, e ela começou a investigar. 

Não imaginava que poderia ser, mas por desencargo de consciência decidiu fazer um teste de gravidez de farmácia em nosso penúltimo dia de viagem. 

Resultado? Positivo. 

Pra gente era algo tão "não planejado" e inesperado, que nossa reação foi tentar seguir a viagem normalmente, afinal de contas testes de farmácia não são 100% assertivos. 

Assim, desprovido de qualquer planejamento (logo eu que falo tanto em planejar), descobri que estava grávido. 

Por que estou compartilhando esta história? 

Quando eu disse que estava grávido para minha família, amigos e mentores, recebi muitos conselhos. Conselhos relacionados ao filho, ao relacionamento com minha namorada e relacionados ao trabalho. 

Porém, dentre tantos conselhos de tantas pessoas experientes, lembro que ninguém comentou algo que pra mim foi muito marcante e que só descobri depois do nascimento do nosso filho. Algo que me aproximou da minha esposa visceralmente. 

Tenho uma memória muito forte de ver, pelas primeiras vezes, a minha esposa cuidando da minha cria. Até ali, o nosso relacionamento era "apenas" afetivo, amoroso, sexual. 

Mas nas primeiras vezes que vi o tamanho do cuidado e do carinho que ela tinha com o meu filho, isso despertou em mim uma admiração e um amor por ela que até então não existia. Fez com que o meu sentimento de cuidado por ela se tornasse algo muito mais intenso e sincero. 

Mais uma vez Arthur, por que esta história aqui? 

Em uma empresa é a mesma coisa. 

Toda vez que um empreendedor se depara com uma situação onde o colaborador está verdadeiramente cuidando da marca, zelando e brigando por ela, isso desperta nele uma sensação indescritível de admiração e respeito por aquele(a) profissional. 

No final do dia, apenas contratamos, promovemos e bonificamos aquelas pessoas que merecem respeito e que conquistaram nossa admiração. 

Lição do dia – Toda empresa tem uma missão, valores e um código de cultura. Algumas empresas optam por escrever isso, outras não. Você precisa tentar se identificar com a marca incansavelmente até conseguir uma resposta – esta marca me representa, ou não?

Quando representar, vá fundo. 

Quando não, não. 

Seguimos em frente.
Torço pelo seu sucesso. 

Forte Abraço,
Arthur Lemos.

______________

Você quer receber a Carta do Fundador diretamente em seu e-mail?

Clique AQUI e inscreva-se!