Ir de encontro a este estilo, porém, teria custo ainda maior. 
Por isso, por mais que me recomendem mudar, por melhores que sejam os argumentos, não vou.

15 de Março, 03:10am

Não consegui escrever a Carta durante o dia, tive um aniversário a noite e acabo de chegar em casa. Nosso compromisso segue firme, então nem ousei dormir – estou aqui fazendo o que tem que ser feito.

Lembro que quando iniciei a Carta do Fundador, o fato de escrever todos os dias me assustava mais do que assusta hoje. Ainda assim, decidi seguir.

Mesmo com as melhores das intenções, com dedicação ao próximo sem pedir nada em troca, algumas pessoas foram impactadas negativamente com a Carta. Eu alguns momentos, inclusive eu.

Acontece. 
Veja que interessante.

Algumas atitudes aos nossos olhos nunca farão sentido. Quando não concordamos com algo, buscamos explicação para o comportamento do próximo.

Porém, muitas atitudes nunca farão sentido aos nossos olhos pois nossas perspectivas de mundo são diferentes (isto é científico, o Nobel Sr. Daniel Kahneman é um dos envolvidos nas pesquisas que abordam estas discussões).

Primeira lição – Além de não agradar a todos, você vai incomodar alguns. 
Tenho um ótimo exemplo pra essa.

Ajudar o próximo é uma das atitudes mais nobres que podemos exercer enquanto seres humanos. Mesmo assim, ao ajudar outras pessoas, você ainda receberá críticas.

Motivo é simples – mais uma vez, nunca agradamos a todos.

No último Happy Hour ED lembro que fui duramente criticado por direcionar uma tonelada de donativos para "apenas uma instituição de caridade".

É dose.

Na Carta, mesmo com a melhor das intenções, algumas pessoas ficaram incomodadas com alguns dos meus textos.

Sobre o fenômeno de ‘não agradar a todos’, tenho duas afirmações pouco convencionais: 

1)   ‘Não agradar a todos’ e lucrar andam lado a lado, diferente do que se diz. 

Primeiro que quem tenta agradar a todos não suporta a pressão psicológica de não ser você mesmo(a). Não é sustentável. 
É por isso que não irei mudar meu estilo de palestrar. Sigo incomodando alguns com meu jeito  agressivo, que por vezes vem acompanhado de um punhado de palavrões. 
Insensibilidade? 
Acredito que não. Entendo que trata-se de autoconhecimento
Inclusive, já disse para alguns dos nossos alunos no último módulo do Programa ContraGolpe Financeiro, onde trato de Empreendedorismo e Renda – você pode i)aceitar que será criticado, não agradar a todos, e ganhar bastante dinheiro ou ii)você pode tentar não ser criticado, não conseguir agradar a todos da mesma forma, e de quebra, quebrar. 
Não agradar faz parte e normalmente está relacionado a um bom e forte posicionamento. 


2) Por vezes, incomodar é o custo de verdadeiramente ajudar o próximo

No íntimo, todo incomodo tem um tom secreto de positividade. Voltando ao exemplo, existem pessoas que criticam a Carta mas continuam lendo
Quando alguém se incomoda com suas opiniões sinceras, são grandes as chances de que você esteja ajudando o próximo. Talvez esta informação não seja revelada, mas no fundo, alguma reflexão vem com o incomodo... 
Um dos maiores erros da maioria dos autônomos, coachs, educadores financeiros e até mesmo alguns empresários que conheço, é que estes tentam agradar a todos.
Confundem totalmente o conceito de ajudar o próximo. 
Ajudar pessoas é importante, ser reconhecido também – mas sem lucratividade, não funciona. E como já disse, lucratividade e "não agradar a todos" andam lado a lado.

Existem sim dez formas de entregar a mesma mensagem. Errar na forma incomoda, mas é perdoável. 
Errar na intenção, não.

As vezes, a melhor forma de ajudar alguém é recusando sua ajuda. 
Assim cria-se autonomia. 
As vezes, é dizendo o que precisa ser dito (e não o que queremos escutar) que você ajuda de verdade.

Isso incomoda. 
Trata-se de um incomodo do bem.

Nesta Carta trago um pouco do meu olhar sobre ajudar o próximo. 
Algo que todos nós deveríamos fazer com frequência.

Conte comigo.
Sigo na torcida pelo seu sucesso.

Abraços, 
Arthur Lemos

__________

Você quer receber a Carta do Fundador Diretamente em seu e-mail?

Clique AQUI e inscreva-se!